ESTRATÉGIA E GOVERNANÇA

INSIGHT_LEAN_SOLUTIONS_ESTRATEGIA_E_GOVE

Estratégia e Governança:

A jornada da startup é feita pela experimentação e validação de ideias, alinhadas com o propósito da empresa. Realizar o propósito depende de conceber e operar estratégias e ações, e monitorá-las para garantir o sucesso, ou pivotar, para ajustá-las ao momento e ao mercado. A estratégia é feita de escolhas que podem trazer oportunidades ou riscos.  O alinhamento e a supervisão requeridos demandam definir funções e responsabilidades para o time de gestão, trazendo as práticas de governança pertinentes para o momento da jornada.

Por que Estratégia e Governança são importantes?

Um barco sem rumo definido não chega no destino! A Estratégia promove o foco no negócio, comunica o tamanho da ambição e guia todos da empresa para um mesmo objetivo. Mas, a Estratégia tem que ser dinâmica, como a vida da startup. Precisa ser revista, ressignificada, redirecionada a cada etapa ou ciclo, que tendem a ser curtos com o crescimento. E como a estratégia se liga à governança? As práticas de governança auxiliam a estratégia na condução das ações, com regras, estruturas e responsabilidades claras entre os sócios/fundadores, executores e outras partes interessadas, trazendo as bases para o crescimento sustentável da empresa e o aumento do seu valor na captação de investimentos.

Como a Estratégia e Governança ajudam no crescimento?

A fase de crescimento/tração da startup é cheia de dores, inseguranças e ansiedades para os fundadores e time de gestão. As decisões diárias aumentam de forma exponencial e é preciso ter clareza para fazer as escolhas certas. Definir estratégia requer entender o ambiente interno e externo da startup, utilizar as forças para aproveitar as oportunidades e entender as fraquezas para minimizar os riscos. Uma vez escolhida, a estratégia tem que ser operada via ações que requerem monitoramento para que tragam o valor esperado.

 

A Estratégia e Governança integradas:

 

  • Evitam dispersão de esforços; 

  • Promovem resultados dentro das expectativas; 

  • Organizam a gestão para minimizar conflitos e riscos; 

  • Pivotam o direcionamento de forma dinâmica para reduzir os impactos no crescimento.

Como se aplicam a Estratégia e Governança na jornada de crescimento? 


Em cada fase da startup, o cardápio de práticas e processos vai evoluindo. Alguns exemplos:

 

  • Operação / validação: contratos e acordos,  propósito e macro direcionamento estratégico (Lean Canvas), separação dos bolsos da empresa e dos sócios, relações com clientes e fornecedores, relações com mentores, registro da propriedade intelectual.

  • Tração: direcionamento estratégico com clareza de forças, oportunidades, riscos e ameaças. Funções e responsabilidades dos sócios e dos gestores executivos, planejamento e gestão do orçamento, práticas de gestão, relação com investidores, conselho e mentores.

  • Escala: código de conduta, conselho de administração e auditoria externa, evolução da estratégica e gestão dos riscos, maturidade dos controles e das relações com investidores, e até planejamento da sucessão de lideranças.
     

  • Monitoramento: maturidade plena dos relatórios e dos ritos de gestão e de governança, atendimento pleno dos investidores e demais interessados na empresa.

O que a Estratégia e Governança trazem de benefícios para a startup?

 

  • Trazem foco e estruturação de ações para o crescimento da empresa

  • Trazem clareza a todos os envolvidos, minimizando os riscos das escolhas feitas durante a jornada

  • Organizam a empresa e dão conforto aos sócios, investidores e gestores.

  • Aumentam a credibilidade da empresa para investidores e demais partes interessadas.

  • Explicitam e ancoram os  valores da empresa, definem ações e condutas, protegem a criação intelectual.

  • Preparam a empresa para novos saltos com sustentabilidade


Como a DMS pode ajudar?

 

  • Profissionais com experiências vividas em Estratégia e Governança

  • Visão de mercado e de negócios para apoiar o crescimento da startup

  • Adaptação e flexibilidade aos temas demandados pelo momento da empresa

  • Equipe com comprovada experiência e capacidade de aplicar ao seu contexto

Visão do Mercado

O conhecido “vale da morte” das startups está repleto de boas ideias que não seguiram em frente por diversas razões. O índice de 90% de startups que falham é assustador! 


Não há bala de prata! Embora olhar a estratégia como uma necessidade pareça desafiador em vista de tantas demandas, entender o seu negócio e utilizar as melhores práticas de gestão nos seus diversos estágios não deve ser menosprezado. São ferramentas importantes para  atingir as metas e objetivos definidos, minimizar os riscos do negócio e obter os resultados esperados. 


Camila Farani (shark tank Brasil) – “Precisa ter todo o caminho estratégico de crescimento na cabeça. Não adianta ter um texto decorado, porque conseguimos perceber se a pessoa sabe para onde o produto ou o serviço vai.” 

A Governança se integra na estratégia e é tema importante para aceleradoras e investidores.  A implantação da governança na startup é considerada como um diferencial para atrair investimentos.

Por quê? Porque os investidores valorizam as empresas que têm controle sobre os processos de gestão, com responsabilidades internas bem definidas  e que são capazes de entregar os resultados prometidos. Essa estrutura traz eficiência e profissionalização, além de ser de grande ajuda para atravessar melhor as crises, se reposicionar e crescer de maneira sustentável. 


Porém, de acordo com a pesquisa do IBCG em  2019, com  respostas de executivos e sócios de 150 startups e scale-ups brasileiras, os respondentes reconhecem a importância da governança corporativa como um fator relevante para atingir seus objetivos, atribuindo a esse aspecto nota média de 9, em uma escala de 0 a 10. Ao mesmo tempo, atribuem nota média de 6,2 em relação ao autoconhecimento sobre o tema.


As startups que querem crescer de forma sustentável não podem ficar desapercebidas dessa visão do mercado.